O Mercado Pet em ascensão

 

Cenário do Mercado Pet em 2016

 

O Mercado Pet segue em crescimento segundo dados da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), vejamos alguns dados relevantes do setor:

 

O faturamento anual do mercado pet atingiu 18.9 bilhões, isso representa 4.9% a mais que o ano anterior.

O Brasil é o terceiro país que mais fatura nesse mercado.

Existem cerca de 132,4 milhões de animais de estimação no país e os cães dominam com 52,2 milhões desse total; 37,9 milhões de aves; 22,1 milhões de gatos; 18 milhões de peixes; 2,2 milhões de répteis e pequenos mamíferos.

Os cães são os animais que mais custam aos seus donos. Consumidores das classes B/C chegam a gastar mais de R$ 300,00 por mês com eles.


Pet Food
é o segmento mais representativo do mercado pet e representa 67,3%; Pet serv (serviços) representa 16,8%; Pet care (equipamentos, acessórios, produtos de higiene e beleza animal) 8,1%; Pet vet (medicamentos veterinários) 7,8%. Pet Food lidera com folga, mas o que é Pet Food?

 

Podemos compreender como Pet Food toda a alimentação voltada para animais de estimação produzida de forma industrial ou não, sejam rações, petiscos, entre outros.

(IStock/Getty Images)


Os animais de estimação estão ganhando destaque nas redes sociais ao lado de celebridades e junto com o crescimento do mercado pet, despertando cada vez mais atenção de empresários e empreendedores que conseguem enxergar ótimas oportunidades de negócios e Pet Food parece ser o segmento mais promissor para investir, principalmente com foco para cães e gatos que permitem uma alimentação mais variada, diferente dos outros animais como os pássaros por exemplo.

 

A alimentação de cães e gatos podem ser classificadas da seguinte forma:

Alimento completo: Cumpre todas as exigências nutricionais e pode ter propriedades específicas e/ ou funcionais.

Alimento coadjuvante: Destinado a suprir animais com dustúrbios fisiológicos ou metabólicos

Alimento específico: Alimentação oferecida como mimo ou agrado a fim de recompensar o animal.

Produto mastigável: Elaborado com subprodutos de baixo valor nutricional e que geralmente é oferecido como agrado ou diversão aos animais.

Suplemento: Produto oferecido aos animais a fim de balancear a nutrição

Aditivo: Adicional feito a partir de substâncias que procuram potencializar as características dos produtos alimentares.

 

Abinpet também categoriza alimentos para cães e gatos da seguinte forma: alimento natural, industrializado, completo, coadjuvante, específico e caseiro.

 

 

Uma forte tendência e que podemos esperar render bons frutos para o futuro é a alimentação natural, porém este tipo de alimentação demanda maiores investimentos e conhecimentos específicos, nos Estados Unidos esta tendência se mostra cada vez mais forte e de cada dez produtos lançados, oito já seguem esta linha de pensamento voltada para produtos menos industrializados.

 

 

fontes:
http://abinpet.org.br/site/mercado
http://www.sebraeinteligenciasetorial.com.br 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *